Olá Mamães!

Hoje vamos falar do Método Montessori! Algumas pessoas conhecem somente a arrumação do quarto do Bebê, mas ele vai muito além de uma decoração de quarto funcional. Ele auxilia da formação educacional ao desenvolvimento completo da criança, e claro, respeitando a sua natureza individual.

Um dos pontos positivos do método é que a criança passa a lidar com os desafios de cada fase do seu aprendizado sem a necessidade da interferência direta de um adulto.

Classroom-Span

O Método Montessori é o resultado de pesquisas científicas da Maria Montessori, uma médica e pedagoga, que aliou a sua pesquisa científica a sua pesquisa empírica e criou o método Montessori. Quando falamos de de algo empírico, queremos dizer que ela pesquisou baseada na observação.

Ele tem como base 3 palavras fundamentais que regem os seus pilares, que são a autonomia, a liberdade e respeito. Mas é preciso lembrar que a autonomia precisa estar aliada a segurança, a liberdade só pode ser dada quando possui limites e o respeito pelo desenvolvimento natural das habilidades físicas, sociais e psicológicas da criança.

Na sala de aula a criança é o centro do método montessoriano e o professor tem o papel de “acompanhador” do processo de aprendizado. Ele guia, aconselha, mas não dita e nem impõe o que vai ser aprendido pela criança, respeitando o desenvolvimento único de casa criança, seja ele motor ou cognitivo.

O método é composto de seis pilares educacionais são eles:

  • Autoeducação
  • Educação como ciência
  • Educação Cósmica
  • Ambiente Preparado
  • Adulto Preparado
  • Criança Equilibrada

Autoeducação é a capacidade inata da criança para aprender. Por desejar absorver todo o mundo à sua volta e compreendê-lo, a criança o explora, investiga e pesquisa. O método Montessori proporciona o ambiente adequado e os materiais mais interessantes para que a criança possa se desenvolver por seus próprios esforços, no seu ritmo e seguindo seus interesses.

Educação Cósmica é a melhor forma de auxiliar a criança a compreender o mundo. De acordo com este princípio, o educador deve levar o conhecimento à criança de forma organizada – cosmos significa ordem, em oposição a caos -, estimulando sua imaginação e evidenciando que tudo no universo tem sua tarefa e que o ser humano deve ser consciente de seu papel na manutenção e melhora do mundo.

Educação como Ciência é a maneira de compreender a criança e o fenômeno educativo de acordo com Montessori, e defendida pela ciência de hoje. Em Montessori, o professor utiliza o método científico de observações, hipóteses e teorias para entender a melhor forma de ensinar cada criança e para verificar a eficácia de seu trabalho no dia a dia.

Ambiente Preparado é o local onde a criança desenvolve sua autonomia e compreende sua liberdade em escolas e lares montessorianos. O ambiente preparado é construído para a criança, atendendo às suas necessidades biológicas e psicológicas. Em ambientes preparados encontram-se mobília de tamanho adequado e materiais de desenvolvimento para a livre utilização da criança.

Adulto Preparado é o nome que damos, em Montessori, para o profissional que auxilia a criança em seu desenvolvimento completo. Esse adulto deve conhecer cientificamente as fases do desenvolvimento infantil e, por meio da observação e do domínio de ferramentas educativas de eficiência comprovada, guiar a criança em seu desabrochar, de forma que este se dê nas melhores condições possíveis.

Criança Equilibrada é qualquer criança em seu desenvolvimento natural. Por meio da. utilização correta do ambiente e da ajuda do adulto preparado, as crianças expressam características que lhes são inatas. Entre outras, encontram-se o amor pelo silêncio, pelo trabalho e pela ordem. Todas as crianças nascem com estas características e as desenvolvem melhor entre zero e seis anos.

Maria Montessori (Chiaravalle, 31 de agosto de 1870 — Noordwijk aan Zee, Países Baixos, 6 de maio de 1952) foi uma educadora, médica e pedagoga.

Os pilares devem ser trabalhados em conjunto, pensando o desenvolvimento da criança de forma global e em equilíbrio. Para a criadora do Método, Maria Montessori, o resultado positivo dessa forma de ensino pode ser notado nas crianças, pela felicidade durante o processo educacional.

E para as Mamães e Papais que gostariam de colocar o filho em uma escola Montessoriana, a dica é conversar com a pedagoga da escola, visitar a sala de aula, que são diferentes de uma sala convencional, analisar se a escola atende as expectativas, se proporciona um local seguro, porque autonomia só pode andar junto com segurança!

Para quem quiser saber mais, pode perguntar nos comentários que vamos tentar esclarecer as dúvidas!

Beijos,
Equipe Petite!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.