Quando as mulheres engravidam, às vezes vivem uma dicotomia: por um lado querem comer bem e se cobram por isso, a final, estão nutrindo a futura pessoinha mais importante de suas vidas. Por outro lado, morrem de desejo por alimentos, às vezes nada saudáveis!

Dra. Natália Vignoli – Nutricionista especializada em gestante

Já começo dizendo que uma gravidez saudável atende esses dois lados! Não precisamos abrir mão dos desejos e guloseimas, mas eles devem estar inseridos em um contexto saudável, como sempre brinco: nem muito de alface e nem muito de brigadeiro!

Para não errar, lembre-se de consumir, em média três vezes ao dia, fontes de cálcio, aqui podem ser leite e derivados, castanhas e vegetais verde escuros. Inclua cereais integrais nas principais refeições (café da manhã, almoço e jantar), como arroz integral, cevada, centeio, aveia, quinua e grãos como feijão, lentilha, ervilha, grão de bico.

Lembre-se de comer as proteínas de origem animal no almoço e jantar, dando uma atenção especial ao ovo! Esse alimento ajuda principalmente no último trimestre, a formação do cérebro o bebe, graças à colina! Além disso, é rico em complexo B e biotina, importantes para a replicação celular, cabelos e unhas bonitos.

Inclua sempre verduras e legumes, pode ser na forma de sucos, como o suco verde, saladas e refogados, lembrando que, se crus, de uma procedência confiável e adequadamente higienizados. As frutas, pelo menos 5 porções ao dia! No café da manhã, lanches e sobremesas.

Não vamos nos esquecer de tomar água! Para variar, você pode aromatiza-la com folhas de hortelã, lascas de gengibre e pedacinhos de fruta, dessa maneira você deixa o líquido mais refrescante variando o sabor!

O desejo entra aqui também, atenda-o e aproveite, porque essa fase não volta mais!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.