Primeiro saiba disso: variações de humor constantes são sintomas típicos de quase toda gravidez. Isso quer dizer que você vai precisar se conformar que sua parceira vai do choro ao riso, da alegria à raiva praticamente na velocidade da luz.

Com esse tipo de clima em casa, é bem possível que você sinta que tudo o que diz parece errado e que, a cada tentativa de ajudar, ela só fica mais chateada. O que fazer então? O BabyCenter perguntou a outros futuros papais na mesma situação que você como lidam com as mudanças de humor repentinas das mulheres. Veja a seguir o que eles mais aconselharam.

“Quando ela começa a ficar muito difícil, acho melhor sair de perto e esperar ela se acalmar para me aproximar de novo.”

“Se percebo que minha mulher não está bem, tento agradar, mas se não tem jeito, deixo ela sossegada. Minha mulher lê muitas coisas para mim, para eu tentar entender (o que está acontencendo com ela).”

“Procuro ajudar com tudo em casa, da cozinha às roupas, mesmo depois de chegar do trabalho cansado, mas não adianta nada!”

“Concorde com tudo e sempre repita o famoso ‘sim, querida’. Por mais chato que seja, é temporário e no fim tudo volta ao normal.”

“Nossa, minha mulher passou umas semanas muito furiosa comigo. Aguentei firme e esperei que ela voltasse a ser ela mesma, sabendo que não duraria muito. Minha dica é nunca tentar ganhar a briga e nunca ficar em silêncio. Concorde com ela.”

“Lembre que você não é o único! Não pude ir ao primeiro ultrassom, e ela ficou doida. Tudo o que faço, irrita e não tem jeito de consertar. Procuro dar apoio, apesar de tudo.”

“Sei lá, acho que paciência é a chave, já que a gente vai precisar mesmo de muita paciência quando o bebê passar horas chorando no meio da noite. Será que essa é uma forma de os hormônios femininos preparem os homens para tudo o que vem pela frente?”

Saiba como brigar bem e melhorar a comunicação entre vocês.

FONTE ORIGINAL: Babycenter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.