O choro é o único meio de comunicação que os bebês têm para manifestar a suas necessidades. Por isso, certifique-se, primeiro, que este não resulta de fome, fralda suja, sono ou doença. Se depois de tudo isto ele continuar a chorar, então poderá tentar as seguintes técnicas:

1° Coloque o seu bebê numa espreguiçadeira própria ou num berço que dê para baloiçar. Geralmente, estes movimentos levam a um suave embalar e acabam por acalma-lo.

2° Faça massagens. Não precisa de executar uma técnica em especial. Faça gestos suaves e lentos no tronco e/ou membros, pois os bebês gostam muito de caricias.

3° Coloque-o no carrinho de bebê e leve-o a passear, seja na rua ou mesmo em casa. Pode também tentar embalá-lo neste, fazendo oscilações curtas, suaves e ritmadas com o carrinho.

4° Embrulhe-o e abrace-o. Ao aproxima-lo de si, além de lhe transmitir segurança, aproxima-o do seu batimento cardíaco, som que lhe é muito familiar. Deste modo simula um ambiente acolhedor e seguro, como quando ele estava dentro de si, e fará com que se acalme.

5° O som de certos electrodomésticos (aspirador, secador) resulta reconfortante para o bebê. Se preferir, pode imitá-los, sussurrando-lhe ao ouvido um simples “shhhh”. As canções de embalar, pelo seu ritmo constante, também são um bom método para o tranquilizar.

6° Andar às voltas de carro, apesar de dispendioso, resulta para muitos bebês, principalmente quando estão muito rabugentos, e todos os outros métodos falharam.

7° Certifique-se que a roupa que lhe vestiu é confortável, e se não há nenhuma etiqueta ou costura que o esteja a incomodar.

8° Se suspeitar de cólicas, poderá apoiá-lo, de barriga para baixo, no seu antebraço, com a cabeça apoiada na articulação do cotovelo. Deste modo, seguro, poderá ao mesmo tempo embalá-lo. Esta técnica também resulta muito bem, mesmo que o choro não esteja associado a cólicas.

Outros artigos sobre choro: