O que precisa saber sobre o Bebê – Do 2º ao 3º ano de idade

A criança até aos 3 anos está a aprender as regras e normas sociais. Centra-se muito no “é meu”, agarra-se às suas coisas e esconde-as. Pode fazer birras porque tem sono, porque está doente ou simplesmente porque está a ser contrariado/a. Ao crescer, a criança tem de aprender que nem tudo pode ser como ele/a quer.

Capacidades da criança dos 2 aos 3 anos de idade

  • Aos 3 anos já controla as fezes e a urina e vai sozinha/o à casa-de-banho.
  • Já diz frases completas e tem um vocabulário muito rico.
  • Pode pintar com lápis de cor ou de cera grossos.
  • Brinca com o quadro de escrever.
  • Gosta de ouvir histórias.
  • Aprecia mexer em plasticinas, fazer pinturas com os dedos ou pincel.
  • Gosta de material para colagens.
  • Anda de triciclo.
  • Gosta de brincadeiras de faz de conta e de brincar com outras crianças.
  • Gosta de ouvir música.
  • A partir dos 2 anos a criança já pode ir ao dentista
  • A partir dos 3 anos é possível que comece a ter terrores noturnos.

Disciplina dos 2 aos 3 anos de idade

O bom senso e um entendimento sobre a educação dos filhos é fundamental para o equilíbrio e bem-estar psicológico das crianças. É importante que quem cuida e educa a criança (inclusive avós e outras pessoas), conversem sobre as regras que consideram importantes para a criança de forma a que todos atuem da mesma forma para com ela.

Muitas birras acontecem em locais públicos. Esta pode ser uma fase difícil para os pais, mas é muito importante ser firme com a criança. O sentido de humor e a paciência podem ser a chave para algumas birras.

A excessiva atenção alimenta a birra, pelo que uma estratégia possível pode ser não dar atenção à criança durante o período em que apresenta o comportamento desapropriado. Os adultos devem, no entanto, permanecer atentos para o caso da criança fazer alguma coisa que seja perigosa.

Terrores noturnos

É possível que a criança a partir dos 3 anos tenha noites mais agitadas e que acorde com medo, a gritar ou a chorar. A isto dá-se o nome de terrores noturnos.

Os terrores noturnos são normais e servem para libertar as tensões do dia-a-dia da criança. Por isso não se deve reprimir e muito menos ralhar com a criança por causa disso. O adulto deve procurar acalmá-la, ficar a seu lado durante algum tempo, explicar que já passou e que os pais estão ali com ela. Ter um objeto ou boneco especial de que gosta e que a acalma pode ajudar a criança nesta fase.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.